51/52(1)

20131214-_DSC0114

A foto desta semana foi tirada pela Lu.

Adoro esta foto e por isso é que ela merece ficar aqui, neste post que é quase o último (deste ano). Amanhã partimos de férias! Queremos desejar a todo/as que nos seguiram por aqui um BOM NATAL!

Mói Kids (1)

Mói at Rebuçado Ácido (1)
Mói at Rebuçado Ácido (3)
Mói at Rebuçado Ácido (4)Mói at Rebuçado Ácido (5)Mói at Rebuçado Ácido (6)
Mói at Rebuçado Ácido (7)
Mói at Rebuçado Ácido (8) Mói at Rebuçado Ácido (9)
Mói at Rebuçado Ácido (10)
Mói at Rebuçado Ácido (11)
Mói at Rebuçado Ácido (12)
Mói at Rebuçado Ácido (13)
Mói at Rebuçado Ácido (14)
Mói at Rebuçado Ácido (15)Mói at Rebuçado Ácido (16)
Mói at Rebuçado Ácido (17)
Mói at Rebuçado Ácido (18)Mói at Rebuçado Ácido (19) Mói at Rebuçado Ácido (20) Mói at Rebuçado Ácido (21)
Mói at Rebuçado Ácido (22)
Mói at Rebuçado Ácido (23)

Fomos tirar fotos para mostrar as roupas da Mói (são lindas, têm pássaros e são produzidas em Portugal!)

Fomos juntas, e acabamos por tirar imensas fotos. Por isso não vamos conter-nos e vamos mostrar-vos várias, em vários posts. Esperamos que gostem!

www.moi-kids.com

(Em Portugal, podem encontrar na Loja Dada).

49/52(2)

DSCF4948 (Custom)

(Estive e pensar nisso: eu não sou contra a tradição. Eu acho que a tradição é boa e existem inúmeros produtos tradicionais, artesanais bons, excelentes.

Mas existem hoje em dia inúmeras marcas que copiam este estilo, copiando-se umas às outras, não por uma questão de tradição, mas de moda. E disso não gosto. Como não gosto de modas, apesar de escrever num blog “de moda” de crianças.

O que sempre quis transmitir aqui foi algum individualismo e a ideia de que existem opções, e que todas devemos respeitar os nossos gostos, ao mesmo tempo que o conforto das nossas crianças, várias coisas, o tempo em que vivemos e o sítio em que vivemos e a forma como vivemos.

A roupa de adulto também evoluiu. E a roupa de criança evoluiu.

E toda esta conversa constante das marcas portuguesas é muito bonita, mas também existem imenas marcas internacionais que produzem em Portugal.
E mesmo que vistamos marcas estrangeiras, desde que marcas com alguma ética na sua produção, qual o problema? Não vivemos todos numa aldeia global? Portugal não exporta também produção têxtil para outros países, para outras marcas?

E depois existe toda uma plataforma de mães portuguesas que passam a vida a a apregoar as marcas portuguesas, mas que também vão à zara, h&m, mango e zippy etc que produzem desde a china até ao bangladesh. Que copiam outras marcas, muito mais criativas, e que produzem quase sempre roupas sem identidade, sem “feeling”.

E não sei porque venho escrever isto tudo aqui, no projecto 52, agora, mas apeteceu-me, porque estive a reflectir nestas coisas, depois de ter visitado a “vida portuguesa” e o blog da rosa pomar e perceber porque gosto tanto de produtos portugueses- porque gosto mesmo, mas existe uma fronteira entre “produtos portugueses” e modinhas! )