Brasil / parte final

20140718-DSC_091520140718-DSC_0913 20140718-DSC_0912

Já passaram 13 sexta-feiras desde esta, uma chuvosa sexta-feira em Porto Alegre. Era o nosso último dia no Brasil e para nos despedirmos fomos dar um passeio depois de comprarmos cadeados para as malas extras. Estava a chover potes, como se diz por aqui, exatamente como no dia que chegamos, 3 semanas antes. Este passeio tinha todos os ingredientes para ser uma despedida muito melancólica, mas não foi (ok, só um pouquinho).

20140718-DSC_0926 20140718-DSC_0927 20140718-DSC_093320140718-DSC_092920140718-DSC_093720140718-DSC_094020140718-DSC_105920140718-DSC_094620140718-DSC_096020140718-DSC_096920140718-DSC_102020140718-DSC_094720140718-DSC_097120140718-DSC_1018 20140718-DSC_0992 20140718-DSC_0995 20140718-DSC_1000 20140718-DSC_100220140718-DSC_104920140718-DSC_1031 20140718-DSC_1034 20140718-DSC_1039

A alegria do Vicente a correr para os braços do tio fez me lembrar que a distância que nos separa, em kms e em anos sem nos vermos, acaba ficando tão curta quando nos reencontramos, a familiaridade surge logo e lá estavam estes dois, como se estivessem juntos todos as sextas-feiras do ano. Foi bonito e apetecia me ter ficado ali até a Alice despertar do seu sono mas havia um avião à nossa espera..

20140718-DSC_1061 20140718-DSC_1065

Entretanto, agora já sabemos, veremos o tio muito em breve, a visita está prevista para início do ano que vem!

The end – até a próxima Brasil.

Anúncios

Contrastes / Brasil parte 6

20140714-DSC_0127 20140714-DSC_0129 20140714-DSC_013020140714-DSC_0136 20140714-DSC_013320140714-DSC_021220140714-DSC_014820140714-DSC_0152 20140714-DSC_0159 20140714-DSC_0171 20140714-DSC_0173 20140714-DSC_018020140714-DSC_016020140714-DSC_0185 20140714-DSC_019020140714-DSC_0195 20140714-DSC_0193

Eu hoje me deparei com uma frase que prendeu a minha atenção por fazer todo o sentido. Então eu cito-a, pois neste momento, já tarde da noite, as minhas próprias palavras me escapam e muito embora tivesse muito a dizer durante o dia, agora a minha mente está em branco, já nada mais parece tão importante que não posso ficar para outro dia.

Photography allows you to learn to look and see. You begin to see things you had never paid any attention to. And as you photograph, one of the benefits is that the world becomes a much richer, juicier, visual place. Sometimes it is almost unbearable – it is too interesting. And it isn’t always just the photos you take that matters. It is looking at the world and seeing things that you never photograph that could be photographs if you had the energy to keep taking pictures every second of your life. — SAUL LEITER

 

O Churrasco / Brasil parte 5

20140716-DSC_081020140716-DSC_081620140716-DSC_083920140716-DSC_084920140716-DSC_084220140716-DSC_073020140716-DSC_078920140716-DSC_076320140716-DSC_079420140716-DSC_073320140716-DSC_073120140716-DSC_073620140716-DSC_075620140716-DSC_083420140716-DSC_078620140716-DSC_074020140716-DSC_085720140716-DSC_087320140716-DSC_086920140716-DSC_086020140716-DSC_086220140716-DSC_0882 20140716-DSC_0875

Este foi talvez o meu programa favorito destas férias de regresso à casa. Um churrasco promovido pelo meu pai. E como estava bom! Foi bonito partilhar com o meu marido e filhos esta tradição com a qual cresci, porque não há nenhum programa mais família para os gaúchos do que um simples churrasco no parque.

Em breve falo das férias de verão, mas por enquanto sigo relembrando estes momentos de um mês e meio atrás porque o tempo voa mesmo contra a minha vontade e eu quero me agarrar a ele, voltar atrás e pará-lo por um instante.

No parque / Brasil parte 2

20140715-DSC_0313 20140715-DSC_0328 20140715-DSC_033220140715-DSC_031820140715-DSC_054720140715-DSC_037920140715-DSC_0373 20140715-DSC_030620140715-DSC_037620140715-DSC_034220140715-DSC_053220140715-DSC_035420140715-DSC_048620140715-DSC_038820140715-DSC_049420140715-DSC_054420140715-DSC_041620140715-DSC_052720140715-DSC_038720140715-DSC_040820140715-DSC_047920140715-DSC_041220140715-DSC_041720140715-DSC_046920140715-DSC_041920140715-DSC_0430 20140715-DSC_0441 20140715-DSC_0447 20140715-DSC_0406

Porto Alegre é uma cidade com muitas zonas verdes e parques grandes. Desta vez não conseguimos ir a todos que eu gostaria mas ao Parcão não poderíamos ter deixado de ir. Este parque fica em uma zona elegante da cidade onde também há muitas lojas e restaurantes bonitos. Mas nesta manhã lá estivemos somente para passear no parque. O Vicente já tinha estado ali mas 2 anos e 7 meses depois, como é óbvio, não se lembrava de nada. A Alice que da outra vez tinha ficado em casa sob os cuidados do avô, teve a chance de brincar nos cavalos de madeira e na grande casa de brincar. O avô também se juntou a nós neste passeio e ia fazendo conversa com as pessoas que passavam. Numa destas conversas acabamos por conhecer umas senhoras com família portuguesa a viver no Porto! O mundo é mesmo pequeno..